DIA DAS MÃES | 02.MAIO.2022

Mãe, você também precisa olhar para si

Depois de ser mãe, a mulher, que antes tinha sua própria rotina, precisa lidar com uma série de transformações. No momento em que as atenções estão todas voltadas para o bebê, muitas mulheres se sentem sobrecarregadas, com baixa autoestima e têm dificuldade em cuidar de si.

Pode parecer impossível conseguir tempo para colocar suas prioridades em primeiro lugar quando se é mãe, mas é necessário. Afinal, a saúde materna é essencial para garantir a saúde da criança – e, por extensão, de toda a família.

Aqui estão algumas dicas para que as mães consigam praticar mais o autocuidado:

 

Como as mães encontram tempo para si?

Apesar dos avanços no que diz a respeito à questão da paternidade, estudos mostram que as mulheres ainda gastam mais tempo que os homens no cuidado com as crianças. E mesmo sobrecarregadas, elas ainda se cobram para dar conta de tudo sozinhas.

Por muito tempo, a tarefa de cuidar dos filhos foi delegada exclusivamente às mães, na sociedade contemporânea. Um sintoma disso é o uso do verbo “ajudar” para se referir a participação dos pais, como se eles fossem auxiliares, não os responsáveis.

Portanto, a reelaboração do papel paterno na dinâmica doméstica é o primeiro passo para uma divisão de tarefas mais igualitária. O segundo passo é garantir que as mães estejam em ambientes psicologicamente seguros para falar sobre seus sentimentos, expressar suas opiniões, desejos e vontades.

 

A importância do autocuidado

Autocuidado se refere a um conjunto de ações que a pessoa exerce para cuidar da sua saúde, física e mental, e ter mais qualidade de vida. Estas são as nossas dicas para as mães:

  • Saiba quando dizer “não”, a fim de priorizar o seu bem-estar;
  • Converse com seu parceiro(a), ou com sua rede de apoio, para equilibrar a divisão de tarefas;
  • Separe momentos do dia para o seu lazer;
  • Sempre que possível, pratique uma atividade física – ela aumentará a sua sensação de bem-estar;
  • E reserve um tempo para cuidar da sua saúde mental, seja com meditação, terapia ou com exercícios de respiração.

Como a autopunição afeta você e por que o amor-próprio é mais eficaz

 

Quer ler mais artigos como esse? Cadastre-se para receber a nossa newsletter e fique por dentro das novidades no Portal RH.