ROL DA ANS | 12.JULHO.2022

Planos de saúde não terão limite para sessões com psicólogos e outras terapias

Depois de ampliar a cobertura dos planos de saúde para usuários com transtornos globais do desenvolvimento, como o autismo, a  Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) aprovou nesta segunda-feira (11) o fim da limitação do número de consultas e sessões com psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas.

A decisão, tomada em reunião da diretoria da agência, vale para os usuários de planos de saúde com qualquer doença ou condição de saúde listada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), como, por exemplo, paralisia cerebral, síndrome de Down e esquizofrenia.

Segundo comunicado da ANS, “o objetivo é promover a igualdade de direitos aos usuários da saúde suplementar e padronizar o formato dos procedimentos atualmente assegurados, relativos a essas categorias profissionais. Dessa forma, foram excluídas as Diretrizes de Utilização (condições exigidas para determinadas coberturas) para as consultas e sessões com psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas, e o atendimento passará a considerar a prescrição do médico assistente”.

Assim sendo, o número de consultas e sessões com psicólogos, fonoaudiólogos, terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas deixa de ser limitado e a cobertura passa a ser válida para pacientes com qualquer diagnóstico, de acordo com a indicação médica.

A medida entra em vigor a partir de 1º de agosto de 2022.

Quer ler mais artigos como esse? Cadastre-se para receber a nossa newsletter e fique por dentro das novidades no Portal RH.