GARANTIA | 01.JUNHO.2022

O que é Seguro Garantia e quando as empresas podem utilizá-lo

Entenda como funciona o Seguro Garantia e conheça as situações nas quais as empresas podem utilizá-lo para manter suas finanças estáveis.

Mais do que nunca as empresas buscam alternativas para ter um bom fluxo de caixa. Estamos vivendo um período em que qualquer recurso que vise dar mais liquidez deve ser avaliado pelas áreas administrativas e financeiras. Neste cenário, o Seguro Garantia é uma das melhores formas de fortalecer o caixa e, atualmente, um dos produtos mais cotados.

 

Qual a finalidade do Seguro Garantia?

De forma simples, o Seguro Garantia serve para substituir uma imobilização de recursos que seja necessária para cobrir uma garantia. Normalmente, quando as empresas precisam apresentar uma garantia, elas utilizam dinheiro, bens móveis ou imóveis. Isso gera, justamente, uma grande imobilização de caixa/ativos, que podem ser extremamente necessários em tempos de crise. Desta forma, o seguro tem como objetivo oferecer um fôlego a mais para as operações das companhias.

Entre as vantagens para os negócios, podemos destacar:

  • menor custo em comparação com outras formas de garantia;
  • não afeta o limite de crédito com as instituições financeiras;
  • vigência da apólice avaliada individualmente;
  • evita o comprometimento das finanças com custos fora do planejado.

Em resumo, o seguro é um instrumento para fortalecer o fluxo de caixa da empresa e ele cumpre sua função ao evitar a imobilização de ativos, podendo até substituir garantias já dadas em dinheiro ou bens para que sejam utilizadas em despesas imediatas.

 

Situações em que o Seguro Garantia pode ser utilizado

As situações em que as empresas precisam dar garantias são as mais diversas e, muitas vezes, estão presentes em contratos já existentes entre a companhia e um terceiro. As condições mais conhecidas em que o seguro pode ser utilizado são para a substituição de depósitos judiciais, fianças bancárias, fianças locatícias e penhora de bens.

Contudo, existem outros casos nos quais o seguro garantia pode ser uma alternativa, como na participação em concessões, processos de concorrências, aduaneiros, financeiros, parcelamento administrativo fiscal, entre outros.

 

Quando ocorre o sinistro no Seguro Garantia?

O sinistro do seguro garantia ocorre quando o segurado/tomador não cumpre suas obrigações contratuais. Ao comprovar a inadimplência, seja de forma imediata ou após a verificação de critérios, a seguradora indenizará o segurado mediante:

  • pagamento em dinheiro dos prejuízos, multas e/ou demais valores devidos pelo tomador e garantidos pela apólice; ou
  • execução da obrigação garantida, de forma a dar continuidade e concluí-la sob a sua integral responsabilidade.

Ficou com alguma dúvida? Fale com nossos consultores! Temos uma equipe especializada em Seguro Garantia para atender você.

O que são as garantias Bid Bond e Performance Bond?

 

Quer ler mais artigos como esse? Cadastre-se para receber a nossa newsletter e fique por dentro das novidades no Portal RE.

X