PATRIMÔNIO | 06.JULHO.2022

A importância do seguro contra incêndio

Incêndios podem começar de inúmeras formas, desde causas naturais até falhas humanas, e o resultado é sempre um só: prejuízo. Embora a frequência desses incidentes seja relativamente baixa, quando ocorrem, seu impacto financeiro costuma ser considerável.

Uma análise feita pela Allianz Global Corporate & Specialty (AGCS) mostra que os incêndios causaram mais de US$ 12,8 bilhões de perdas ao longo de cinco anos. Esse dado reafirma a importância das medidas de prevenção e planos de contingência para garantir a continuidade dos negócios.

Mesmo com todos os cuidados, os acidentes com fogo são um risco perene às empresas. Além dos danos à estrutura, podem desencadear consequências indiretas como a interrupção das atividades e indenizações por danos morais e corporais, o que aumenta significativamente o valor das perdas.

É nessa hora que ter um seguro faz a diferença para amenizar os danos. A apólice contra incêndios cobre danos materiais causados pelo fogo, dentro e fora da empresa, e até prejuízos provocados por explosão.

 

Como funciona o seguro contra incêndios?

Para uma empresa proteger suas pessoas e seu patrimônio, o ideal é fazer um Seguro Patrimonial. O produto tem a finalidade de prevenir e reduzir as perdas materiais de uma organização.

Além da cobertura básica que inclui incêndio, explosão e queda de raio, algumas seguradoras oferecem coberturas complementares como: danos a equipamentos, danos causados por fumaça, vendavais, granizo, alagamento, inundação, desmoronamento, entre outras.

Em caso de um incidente grave, a empresa aciona o seguro e recebe a indenização pelas perdas, conforme estabelecido no contrato.

 

Como contratar o Seguro Patrimonial?

Existem três modalidades de contratação do Seguro Patrimonial: compreensivo empresarial, riscos nomeados e all risks. A sua escolha irá depender do quanto a empresa está disposta a pagar para proteger seu patrimônio e de quais são os riscos que ela corre.

Compreensivo empresarial: apólice com limite máximo de garantia até 100 mil reais em que há identificação dos riscos, possibilitando a enumeração das garantias oferecidas;

Riscos nomeados: apólice com limite máximo de garantia superior a 100 mil reais em que há identificação dos riscos, com enumeração das garantias oferecidas; e

All Risks: apólice com limite máximo de garantia superior a 100 mil reais em que não é possível identificar todos os riscos, devido a sua complexidade. Garante proteção para qualquer evento, exceto aqueles expressamente excluídos no contrato.

Para escolher o limite da apólice, sugerimos ter cautela e bom senso. Ao mesmo tempo em que você não quer contratar um valor excessivo e gastar além do que precisa, vale a pena imaginar todos os cenários possíveis para não subestimar os riscos. Procure por um especialista em seguros que poderá orientá-lo nesta decisão.

A It’sSeg, por exemplo, oferece diferenciais na contratação do seguro patrimonial, como a inspeção dos locais da empresa para análise dos riscos, sem custo adicional, e laudo antecipado da equipe de engenharia para a melhor aceitação da apólice pela seguradora. Tudo isso com uma equipe técnica e comercial exclusiva para você.

Quer saber mais? Acesse segurosinteligentes.com.br ou envie sua mensagem e nossos consultores entrarão em contato.

 

Allianz: Principais riscos para as empresas em 2022

Quer ler mais artigos como esse? Cadastre-se para receber a nossa newsletter e fique por dentro das novidades do Portal RE.

 

X