CUIDADO COM O SOL | 04.DEZEMBRO.2017

Dezembro Laranja

O movimento Dezembro Laranja é uma iniciativa da Associação Brasileira de Dermatologia e surgiu devido aos números alarmantes de pessoas com câncer de pele. Segundo o INCA, a doença corresponde a 30% dos tumores malignos registrados no Brasil. O câncer de pele não melanoma é o de maior incidência e menor taxa de mortalidade. Apesar de menos agressiva, essa patologia matou cerca de 1.769 pessoas no país em 2013.

 

Sol: mocinho ou vilão?

O que vai definir é como você usufrui dele. Os raios do tipo ultravioleta B são essenciais para a produção de 90% da vitamina D no nosso corpo, os outros 10% são adquiridos por meio de uma alimentação balanceada. É recomendado tomar sol no mínimo três vezes ao dia, de 15 a 20 minutos, antes das 10h ou depois das 16h, conforme horário oficial de Brasília. Para aqueles que não podem tomar sol por alguma alergia ou doença, é necessário repor a vitamina D por suplementação.

 

Fique atento

A exposição frequente ao sol sem proteção adequada pode causar o câncer de pele. Fique atento a qualquer mancha ou pinta que surgir no seu corpo, principalmente se elas forem assimétricas (partes não iguais), com bordas irregulares, cor não uniforme, maior que 5 mm, ou se coçar ou sangrar. Use óculos de proteção, roupas e se necessário chapéu, sempre que for sair ao sol. Outro ponto importante é o uso do protetor solar, fator 15 de proteção ou maior, todos os dias, independente do ambiente.

X