ALTA NOS CUSTOS | 12.ABRIL.2018

Como lidar com a alta nos gastos com a saúde?

Um sinal de alerta quando assunto é gastos globais com saúde: a previsão é de que eles cresçam a uma taxa anual de 4,1% entre 2017 e 2021, alcançando US$ 7,8 trilhões em 2020, de acordo com o relatório 2018 Global Health Care Outlook, produzido pela empresa de consultoria Deloitte. O envelhecimento e o crescimento da população, além do aumento dos custos trabalhistas com profissionais da área, entre outros motivos, justificam esses números.

A solução, segundo o relatório da Deloitte? Descobrir “uma forma de trabalho eficiente para além das paredes dos hospitais”. Em linhas gerais: é preciso investir tanto em gestão da saúde quanto em prevenção, além de apostar cada vez mais em novas tecnologias.

Há quase dois anos, o Portal RH It’sSeg vem abordando a importância de se alcançar uma boa gestão de saúde. Uma das ferramentas é utilizar o plano de saúde de forma consciente.

“Infelizmente, ainda vemos casos onde se prioriza o atendimento emergencial e especializado em vez da prevenção e acompanhamento contínuo dos pacientes”, explica Márcio Tosi, Diretor Comercial e da Área Técnica da It’sSeg.

Nunca é demais lembrar: tanto seguradora quanto a corretora, passando pelo cliente, têm suas responsabilidades. Quando cada um desses atua de maneira correta e sustentável, todos ganham, como podemos constatar no vídeo abaixo:

“Todos nós somos responsáveis e devemos promover ativamente a nossa saúde. Se quisermos atingir o equilíbrio entre gastos e bem-estar da população, temos que adotar esse desafio”, completa Tosi.

Quer ler mais notícias como essa? Clique aqui e navegue pelo Portal RH It’sSeg. Siga-nos também no Facebook e no Linkedin.

X